Com cerca de 590 mil toneladas transportadas em novembro, o Porto de Imbituba encerrou o mês com alta de 22% na movimentação em relação ao mesmo período do ano passado. As importações lideraram as operações, com 60,7% do volume, seguidas da exportação (29,7%) e da cabotagem (9,6%). Além do ótimo desempenho mensal, o resultado já confirma um novo recorde histórico anual para o Porto, com mais de 6,2 milhões de toneladas movimentadas em 2021.

Em novembro, o coque (derivado de petróleo) manteve a liderança dentre as cargas mais movimentadas (213,3 mil t), seguido do minério de ferro (82,6 mil t), contêineres (57,1 mil t), produtos siderúrgicos (43,6 mil t) e fosfato de cálcio (39,4 mil t). Também foram operadas sal, milho, cloreto de potássio, sulfato de sódio, celulose, barrilha, cevada, ureia, sulfato de zinco, geradores e sulfato de magnésio. Em relação ao número de navios, foram realizadas 23 atracações no período.

“Foi um mês de grandes realizações para o Porto de Imbituba, pois além de registrar crescimento mensal e consolidar mais um ano histórico, tivemos êxito no leilão do Terminal de Granel Líquido, garantindo um investimento de pelo menos R$ 25 milhões na estrutura do Porto, e lançamos o edital da obra de recuperação e reforço do Cais 3, que será a maior melhoria realizada pela SCPAR desde que o Porto foi delegado”, avalia o diretor-presidente do Porto, Fábio Riera.

No acumulado do ano, já passaram pelo Porto mais de 260 navios, com liderança do coque, contêineres, sal, hulha betuminosa e minério de ferro.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul