O médico Irineu May Brodbeck, natural de Tubarão, fundador e presidente do Hospital Baía Sul, em Florianópolis, morreu neste domingo (23) em decorrência de um câncer. Há 20 anos o neurocirurgião deu início ao projeto do que hoje é o Baía Sul, com a fundação de uma das primeiras clínicas de diagnóstico por imagem em Florianópolis a fornecer exames de alta complexidade, como tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Ele se formou em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) em 1977. Depois de fazer residência médica no Uruguai, especializou-se nos Estados Unidos. Era casado e deixa dois filhos. Seu corpo deverá ser velado no Crematório da Palhoça nesta segunda-feira.

“É com imenso pesar que o Complexo de Saúde Baía Sul informa o falecimento do seu fundador e diretor-presidente, o médico Irineu May Brodbeck, ocorrido neste domingo. Neurocirurgião, natural de Tubarão (SC), destacou-se pelo empreendedorismo e notável capacidade de liderança, em especial quando, há 20 anos deu início ao que hoje é um dos mais completos centros de saúde do Brasil, com a fundação de uma das primeiras clínicas de diagnóstico por imagem em Florianópolis a fornecer exames de alta complexidade, como tomografia computadorizada e ressonância magnética. Profundamente humanista e dedicado à medicina, deixa legado único a todos aqueles que com ele trabalharam e dividiram sonhos, bem como a responsabilidade de, a partir de hoje, seguir sem ele, honrando seus ensinamentos. Discreto como sempre viveu, Irineu escolheu que, nesse dia de tanta tristeza, não houvesse cerimônia de adeus. A todos que com ele conviveram fica a lembrança de sua generosidade e bom humor, de sua dedicação às causas da saúde e o imenso profissionalismo que o caracterizava. A família agradece o carinho e as manifestações de pesar recebidas”. Esta foi a nota de pesar enviada pelo Baía Sul, um dos mais completos centros clínicos do Estado.

Foto: Susi Padilha/Agência RBS