Laguna

A revitalização do Mercado Público de Laguna está programada para iniciar em agosto deste ano e certamente mudará totalmente o visual do prédio histórico. A obra, orçada em R$ 3 milhões, está inclusa no PAC das Cidades Históricas e deve ser finalizada até fevereiro de 2012.

O arquiteto Jean de Souza da Silva, da empresa Arte Real, que administrará a obra, apresentou a obra esta semana, em uma audiência pública no Iphan. O projeto, nostálgico e ao mesmo tempo moderno, reconstituirá a época da primeira edificação, construída em 1958.

Antes disso, todo o comércio da cidade era feito dentro das canoas, à beira do cais. O novo Mercado Público terá em sua fachada e interior características marítimas, com detalhes que remetem à cultura local. Serão construídos novos boxes, sanitários e lojas de artesanato.

Na parte superior haverá espaço para um restaurante com mirante para o centro histórico e deques com 12 metros de avanço à Lagoa Santo Antônio dos Anjos, que será dragada.

Desapropriação

Os comerciantes instalados no Mercado Público de Laguna mostraram-se preocupados com a desocupação do local. Os trabalhos começarão pelo interior do prédio e não há como fazer a reforma com os empreendedores no local. Além disso, a estrutura atual não oferece segurança para isso. O prefeito Célio Antônio (PT) assegurou que as famílias que vivem do comércio no Mercado Público não serão prejudicadas com a obra, mas será necessário cumprir as recomendações e normas de locação.

Uma reunião entre a prefeitura, o Iphan e a Associação dos Comerciantes do Mercado Público já está marcada para discutir a melhor forma e o local mais adequado para os realocar. Durante o período de intervenção da obra, os aluguéis serão suspensos para os comerciantes que estão com o pagamento em dia. Quem está com parcelas em aberto precisam quitar a dívida.