Aldo Quintão (E) já celebrou uniões nos Estados Unidos, Mônaco e Canadá. Ele será o palestrante da noite. O reverendo Julio Zamparetti (D) é o organizador do evento  -  Foto:Kalil de Oliveira/Notisul
Aldo Quintão (E) já celebrou uniões nos Estados Unidos, Mônaco e Canadá. Ele será o palestrante da noite. O reverendo Julio Zamparetti (D) é o organizador do evento - Foto:Kalil de Oliveira/Notisul

Jailson Vieira
Tubarão

O maior celebrante de matrimônio do Brasil, conforme dados da revista Veja, Jornal Folha de São Paulo, o Estado de São Paulo e o Globo, o reverendo da Catedral Anglicana de São Paulo, Aldo Quintão, está em Tubarão para ministrar o 1º workshop sobre casamento na região, hoje, às 19h30min, no Palazzo Restaurante, no Farol Shopping. A iniciativa é da igreja Anglicana, Paróquia São Rafael Arcanjo. 

“O amor está acima de tudo. O que não podemos conceber é a falta de caráter. Não somos contra a segunda união, não é porque não deu certo que a pessoa não pode buscar a felicidade. Ninguém casa para se divorciar. Queremos popularizar a proposta do casamento”, explica.

O reverendo afirma que o casamento é um ato social, religioso e também democrático, onde todos estão no local para celebrar a felicidade. “No casamento convidados e noivos são iguais, a alegria é que importa. No matrimônio tudo tem uma razão de ser e um fato histórico: a aliança, o buquê, o vestido da noiva, a entrada com o pai e a noiva no lado direito, já na saída com o marido, a esposa sai do lado esquerdo, tudo isso tem um grande significado”, observa.

O pároco da igreja Anglicana na Cidade Azul, o reverendo Julio Zamparetti, afirma que a iniciativa servirá, ainda, para as pessoas da região realizarem os seus enlaces em suas cidades. “Tenho feito muitos casamentos fora do município, a maioria são pessoas daqui que casam em Balneário Camboriú, por exemplo. Temos tantos lugares bonitos, interessantes e paradisíacos por aqui. A união não precisa ocorrer dentro de uma igreja, o amor pode ser celebrado em qualquer lugar, ele é válido. Somos o verdadeiro sacrário e o templo é onde nos encontramos”, assegura o reverendo Zamparetti. Um dia depois do workshop, o pároco da Catedral paulista celebrará uma missa em honra a São Rafael Arcanjo e de um ano da paróquia tubaronense.