Tubarão

Foram gastos aproximadamente R$ 4 mil para fazer nos últimos dias o recolhimento, transporte e destinação do entulho descartado de maneira irregular na rua Visconde de Barbacena, no bairro Passagem. O local, às margens dos trilhos da Ferrovia Tereza Cristina (FTC), virou um conhecido depósito de lixo e entulho apesar dos apelos constantes e campanhas de conscientização da prefeitura.
 
De acordo com o gerente de Serviços Públicos, Carlos Zampareti, foram precisos duas viagens de caminhão do tipo caçamba para deixar o local limpo. Os R$ 4 mil gastos representam as despesas com horas-máquina, combustível e pagamento do entulho por peso no aterro sanitário em Pescaria Brava.
 
O descarte de lixo nessa área do bairro é um antigo problema que causa prejuízos financeiros constantes ao município. Em julho de 2017 a prefeitura, com o apoio da Ferrovia Tereza Cristina (FTC), recolheu quase 300 toneladas de entulho e gastou quase R$ 50 mil na operação limpeza. Meses depois o local voltou a ficar quase como antes e foi preciso repetir o trabalho.
 
Naquele mês e ano, a gerência de Serviços Gerais também promoveu uma operação limpeza semelhante ao longo da estrada Ageu Medeiros, que liga Tubarão a Laguna pela região da Madre. O recolhimento de 130 toneladas de lixo e entulho representou um gasto de R$ 20 mil.