#Pracegover foto: na imagem há três frascos de vacina
#Pracegover foto: na imagem há três frascos de vacina

Mais de 400 mil pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Santa Catarina ainda não voltaram ao posto de vacinação para se imunizarem com segunda dose, segundo um balanço da Secretaria Estadual da Saúde. Os números apontam que 423.965 pessoas não foram tomar o imunizante no prazo recomendado.

Deste total, 171.098 são de pessoas vacinadas com a AstraZeneca, 137.263 de pessoas com a Coronavac, e 115.604 pessoas com a Pfizer. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde.

Conforme o superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, o atraso em receber a segunda dose é bastante preocupante, pois quem não retorna no tempo necessário não está protegido de forma adequada contra a Covid-19. Com o esquema completo é possível estimular o sistema imunológico a produzir um número maior de anticorpos. “As pessoas que atrasam a segunda dose correm o risco de, uma vez infectadas, apresentar um quadro grave de coronavírus. Elas também contribuem para a disseminação de variantes de preocupação, além de prejudicar a imunidade coletiva provocada pela vacinação, protegendo aqueles que ainda não puderam se vacinar, como as crianças”, pontua.

No Estado mais de 64% da população com 12 anos ou mais está completamente imunizada com as duas doses ou dose única da vacina. Estes números se devem principalmente pela elevada cobertura de idosos e adultos com 40 anos ou mais que já completaram o esquema vacinal.

Idosos com 60 anos ou mais, 99% dessa população já completou o esquema vacinal com duas doses ou dose única, e nos adultos, entre 40 e 59 anos, a cobertura está em 85%. Já na população entre 18 e 39 anos pouco mais de 46% completou o esquema vacinal até o momento.

Com relação ao reforço, até o momento foram aplicadas pouco mais de 153.990 doses em idosos com 60 anos ou mais, imunossuprimidos e trabalhadores da saúde. O grupo que menos recebeu o reforço foi o de idosos. Somente 30% com idade acima de 80 anos, 22% dos de 70 a 79 anos e menos de 1% dos idosos de 60 a 69 anos receberam esta dose, segundo dados do vacinômetro estadual.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul