#PraCegoVer Na foto, Uma mulher faz o cadastro junto da Fundação Municipal de Desenvolvimento Social de Tubarão para receber atendimento da Prefeitura
Até o início da tarde desta terça-feira (10), pelo menos 550 famílias foram cadastradas para receber atendimento do município. Cerca de 70 delas relataram que saíram de casa apenas com a roupa do corpo. O que ficou dentro das casas foi levado pela água ou ficou complemente destruído - Foto: Prefeitura de Tubarão | Divulgação

Desde o fim da última semana, as prefeitura da região trabalham para tentar reorganizar suas cidades. Mais do que isso: a prioridade é dar assistência e suporte para as famílias que perderam praticamente tudo com as cheias em Santa Catarina. Em Tubarão, nesta terça-feira (10), uma vistoria feita pelas equipes da Defesa Civil local apontou que 450 residência foram atingidas e apresentam danos, total ou parcial. Ao todo, são 77 casas completamente inabitáveis e 23 parcialmente habitáveis – são imóveis que foram inundados e tudo o que havia dentro, mas estruturalmente o local não foi danificado.

Existem ainda 38 casas que foram alagadas, e as famílias podem retornar, pois não precisam de nenhum reparo, apenas limpeza. Outros 137 imóveis estão habitáveis, mas antes de retornarem é necessário algum tipo de reforma, além da limpeza adequada. Paralelamente a isso, a Fundação Municipal de Desenvolvimento Social (FMDS) segue acompanhando as famílias afetadas e fornece os itens emergenciais como roupas, cestas básicas e produtos de limpeza. Bases de atendimento foram organizadas nesta terça-feira nos cinco bairros mais atingidos: São João Margem Esquerda, São Martinho, Bom Pastor, Morrotes e Km 60. Até o início da tarde, cerca de 500 famílias foram cadastradas para receber atendimento direcionado. Destas, pelo menos 70 relataram terem perdido tudo que havia dentro de casa.

Para enfrentar essa situação, o município recebe todo o tipo de doações, inclusive de cidades vizinhas, da Grande Florianópolis e de outras regiões de Santa Catarina. Veículos de comunicação lançaram campanhas de doação em favor das famílias e redes de solidariedade de grupos de amigos se formaram desde a semana passada para reunir pessoas para os trabalhos de limpeza nos bairros mais atingidos e também captação de alimentos e móveis, principalmente. Quem quiser fazer doações ou ajudar de alguma maneira pode entram em contato com a FMDS. Os telefones de contato são: 3906-1036, 3906-1036, 98808-3034, 98811-6647 e 98813-2761.

Fonte: Defesa Civil, Prefeitura e Fundação Municipal de Desenvolvimento Social
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul