Amanda Menger
Laguna

Ao que tudo indica, o Instituto Chico Mendes (ICMBio) concordou com a flexibilização das condicionantes impostas ao projeto de pavimentação da rodovia Interpraias. Isso porque o presidente do órgão, Rômulo Mello, assinou nesta quarta-feira a liberação para que a Fatma conceda a licença ambiental definitiva para a realização da obra entre a balsa, em Laguna, e o balneário Camacho, em Jaguaruna, com um ramal para o Farol de Santa Marta.

A pavimentação do trecho de 18 quilômetros está orçada em R$ 18 milhões, porém, com as condicionantes impostas anteriormente pelos técnicos do ICMBio, o valor pulou para R$ 34 milhões. “Há uns 15 dias, Rômulo esteve no meu gabinete e comprometeu-se em agilizar a análise da flexibilização. O pedido foi formulado por técnicos do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) e enviado diretamente para Brasília. E hoje (quarta-feira) ele garantiu que a Fatma poderá licenciar a obra”, conta o deputado federal Edinho Bez (PMDB).

A solicitação do governo do estado é que as condicionantes fossem limitadas ao trecho que será pavimentado agora. Com isso, o valor cairia de R$ 16 milhões para até R$ 1,8 milhão. Os R$ 16 milhões seriam o montante referente aos lotes 4 e 5 da rodovia, entre Balneário Rincão, em Içara, e a balsa, em Laguna. O presidente do ICMBio não soube dar detalhes do que foi flexibilizado ao deputado Edinho. A assessoria de imprensa do instituto só confirmou a assinatura da liberação.
No orçamento do estado para 2010, há uma rubrica de R$ 500 mil para esta obra.