Chapecó

O s três Estados do Sul do Brasil figuram entre os principais produtores de leite do país, junto com Minas Gerais, que ocupa a primeira colocação. Muitas foram as conquistas ao longo dos anos para que a região sulina alcançasse o patamar que hoje ocupa na produção leiteira. ‘As transformações do leite no Sul do País’ estarão em pauta durante o Interleite Sul 2018, programado para os dias 9 e 10 de maio, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó.

Braço do Norte e a região do Vale, na Amurel, estão entre as principais produtoras do setor no Estado.

O evento é realizado pela AgriPoint e visa abordar o que de mais atual existe na produção leiteira no Sul. Serão dois dias de evento com 20 palestras e cerca de 800 participantes entre produtores, empresários rurais, estudantes e profissionais ligados à área. A coordenação é do fundador da AgriPoint, Marcelo Pereira de Carvalho.

Para abordar o tema do terceiro painel Christiano Nascif, da Labor Rural, explanará sobre ‘Terceirização de atividades como forma de otimizar a propriedade familiar e ganhar eficiência’. A palestra está prevista para as 16h10 do dia 9. Na sequência, Renato Serena Fontaneli, da Embrapa Trigo de Passo Fundo, do Rio Grande do Sul, abordará o tema ‘Obtendo o melhor resultado possível a partir da intensificação das pastagens no Sul do País’.

A temática ‘Gestão de pessoas visando o sucesso da atividade’, será aprofundado por Emerson Vriesman, produtor de leite, em Carambei, no Paraná. A palestra iniciará às 17h30. Logo após, às 18h10, será aberto espaço para questionamentos e debate com o público. O encerramento do primeiro dia de atividades do Interleite Sul 2018 está previsto para as 18h30. outros. Receberão certificados os alunos que participarem de pelo menos metade dos fóruns que integram cada um dos tópicos.