Lily Farias

E a busca continua. A família de Imbituba que acreditava ter encontrado seu Manequinha recebeu hoje a notícia de que o exame de DNA que comprovaria a relação sanguínea deu negativo. E fica a pergunta: Quem seria o homem que veio do Nordeste se dizendo ser a pessoa procurada?

Quando viajou para o Nordeste há quase 30 anos, Manoel da Silveira deixou a esposa e dois filhos, e a  única certeza que se tem hoje é que os filhos são do mesmo pai e mesma mãe, comprovam os exames. 


Há cerca de 1 mês a família que seu Manequinha deixou para trás foi até a cidade de Macururé, na Bahia, para encontrar o homem que eles acreditavam ser o pai desaparecido. Ele voltou para Imbituba e cerca de 15 depois morreu.

Durante o pouco tempo que estiveram juntos,  a família buscou de todas as formas procurar relações que pudessem identificar o homem. A família disse que o homem deu muitos detalhes do passado e tinha até as mesmas marcas no corpo.

” Sempre tivemos esperança de que ele fosse a pessoa que procuramos esses anos todos, Mas no fim tínhamos um certa dúvida. Infelizmente ele morreu antes do resultado dos exames, mas pelo menos pudemos dar um fim digno para um ser humano”, dizem os familiares.