Em Imbituba, dois policiais militares ajudaram a jovem Tamiris de Oliveira Silva (25 anos), que entrou em trabalho de parto na varanda de casa, quando tentava ir para o hospital. Os policiais foram chamados pelos vizinhos de Tamiris, pois ela mora na Praia do Rosa, em Ibiraquera, e chamar pelo Samu ou Bombeiros não daria tempo.  

Tamiris ficou assustada porque a pequena Lara Cecília veio antes do tempo e a família não estava preparada.

Tudo aconteceu na noite de domingo por volta das 23 horas. Os vizinhos de Tamiris viram ela ganhando a bebê na varanda e correram para o posto policial mais próximo, e encontraram com os policiais Cristiano Ramos e Job Pinheiro da Rosa. 

Quando os policiais chegaram na casa de Tamiris a situação era bem delicada. A menina já tinha nascido, estava no chão com a mãe e ainda ligada ao cordão umbilical. Então prestaram os primeiros socorros. 

De acordo com o Portal A Hora, os PMs amarraram o cordão umbilical com um lacre plástico estancando-o, deixaram a criança o mais confortável possível e ligaram para o SAMU. A equipe não chegaria a tempo porque estava em outro atendimento.

Então os policiais se deslocaram para o Hospital São Camilo onde a equipe já esperava por Tamiris e a filha. 

“Quando o médico voltou, disse que as duas estavam fora de perigo e atestou que se não tivéssemos realizados os procedimentos, a criança faleceria antes de chegar ao hospital, sentimos uma alegria inexplicável em auxiliar nessa vida nova que veio ao mundo”, contou o soldado Cristiano, ao Portal A Hora. 

Tamiris também é mãe do Antony, de 4 anos, e disse ao Portal A Hora que mal consegue descrever a chegada de Laura, pois se emociona demais ao lembrar da história.

“Ela nasceu antes de embarcarmos para o hospital, ali, no chão. Meu marido a juntou e eu com o cordão umbilical ainda preso a ela. Os policiais me acolheram e estancaram o cordão, fazendo com que ela passasse a respirar o oxigênio contido no ar. Assim, ela não estava mais ligada a mim e esta foi a parte mais importante, pois se tivéssemos ido ao hospital sozinhos e sem amarrar o cordão, ela não sobreviveria. Eu não sabia que temos que romper. Então, minha filha só está viva graças a eles”, reconhece Tamiris, emocionada.  

Lara nasceu pesando 2,8 kg e 49 centímetros e passa bem. 

Nesta quarta-feira os policiais foram foram visitar Tamiris e Laura.“Confesso que depois que ela veio ao mundo fiquei meio ‘desbaratinada’, com o parto do jeito que foi, a ajuda dos vizinhos, dos policiais, foram muito importantes. Foi meu marido que juntou a Laura do chão, mas depois ele passou mal e não ia conseguir me levar até o hospital e entregou o carro paro o vizinho, que me levou até o posto policial para que eles fizessem a escolta e podermos chegar lá. Foi quando aquele ‘anjo soldado’ estancou o cordão umbilical da placenta, o que foi muito importante”, finaliza Tamiris.