O empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, se ofereceu para bancar a defesa do homem que hostilizou o deputado do PT José Guimarães (CE), durante um voo nesta semana. O vídeo do incidente viralizou, e o político anunciou que processará o homem, identificado por Hang como Gilberto Alves, por calúnia. 

Hang postou um vídeo em seu Instagram em defesa do homem. Na legenda, promete: “(…) querem processar o Gilberto por falar umas verdades para o Zé Guimarães. Por isso coloco minha equipe jurídica à disposição para te defender, Gilberto. Você não está sozinho.”

No vídeo, Hang aparece gritando Capitão Cueca, vestido com uma cueca vermelha com notas falsas penduradas – além de uma camiseta amarela com: “O Brasil que queremos depende de nós”. No vídeo, o homem é chamado de herói por Hang. 

“O Adélio, até hoje, alguém pagou e ninguém sabe (quem). Eu vou pagar as tuas causas e você não vai gastar nenhum centavo”, diz Hang. No mesmo post, Hang faz acusações contra Guimarães e a esquerda: “Você lembra do Zé Guimarães, deputado do PT? Aquele que o assessor foi pego no aeroporto com US$ 100 mil dólares na cueca e mais R$ 200 mil em uma mala. Essa semana um vídeo dele sendo questionado por um brasileiro bombou nas redes. A esquerda fala muito em democracia e estado democrático de direito, mas odeia quando é confrontada. Por que sabe que deve muito ao nosso país. Estão tentando calar os brasileiros indignados com a corrupção, a incompetência, o dinheiro enviado para países comunistas e toda essa bagunça que fizeram com o Brasil.” 

Hang vem apoiando Jair Bolsonaro desde sua candidatura e agora também se posiciona a favor do governo do político do PSL.