O governador Carlos Moisés sancionou na tarde desta quarta-feira, 24, a lei que reajusta os vencimentos dos servidores ativos e inativos da Segurança Pública. Os reajustes serão aplicados em duas etapas, em janeiro e julho de 2022, e beneficiarão a Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar. Os maiores aumentos percentuais, de 33%, serão destinados às bases das carreiras. Os níveis mais altos terão acréscimo de 21%.

A medida vai beneficiar mais de 30.151 mil servidores, sendo 17.251 ativos e 12.900 inativos. A proposta, de autoria do governador, é resultado de diálogo com representantes das categorias dos servidores e foi aprovada por unanimidade pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

“A participação do Parlamento nesse processo foi fundamental. O reajuste alinha os vencimentos aos resultados alcançados nos últimos anos. Santa Catarina é considerado o estado mais seguro do Brasil pelo Centro de Liderança Pública e vem apresentando indicadores positivos na redução da criminalidade”, ressalta o governador.

A sanção ocorreu após reunião do governador com os comandantes-gerais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Dionei Tonet e coronel Charles Alexandre Vieira, o delegado-geral de Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, e o perito-geral do IGP, Giovani Adriano.

De acordo com os cálculos da Secretaria de Estado da Administração, o reajuste está adequado às disponibilidades financeiras do Tesouro do Estado. O custo estimado é de R$ 657 milhões para 2022 e de R$ 875 milhões para 2023 e 2024.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul
Fonte: Governo de Santa Catarina