Laguna

Cinco golfinhos da espécie toninha (Pontoporia blainvillei), foram encontrados mortos, na Praia do Sol em Laguna. O trecho é monitorado por uma equipe da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), que acionou o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) para o recolhimento dos animais. 

Segundo informado pelo PMP-BS, o indício é de que os golfinhos foram vítimas de captura acidental em uma rede de arrasto. Das cinco toninhas encontradas na faixa de areia uma estava grávida e todos os animais foram encaminhados para a Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da universidade na Cidade Juliana, onde passarão por necropsia. O exame deve apontar a causa das mortes. 

Segundo o órgão, a toninha é o menor golfinho das espécies de cetáceos, além de ser considerado o mais ameaçado de extinção no Brasil. A pesca acidental é uma das principais ameaças aos animais marinhos, mesmo que não sejam o alvo. Ao se enrolar em uma rede, elas e outros animais marinhos não conseguem respirar e morrem afogados. Caso encontre algum animal marinho vivo ou morto, entre em contato pelo telefone 0800 642-3341. 

Projeto de Monitoramento

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras, de produção e escoamento de petróleo e gás natural, no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. 

O projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. O projeto é realizado desde Laguna até Saquarema (RJ), sendo dividido em 15 trechos. 

A Udesc monitora o Trecho 1, compreendido entre Laguna e Imbituba, e recebe animais para reabilitação e necropsia do Trecho 2, compreendido entre Imbituba e Governador Celso Ramos.