Wagner da Silva
Braço do Norte

Abandonado desde sua inauguração, há mais de 14 anos, o Ginásio Dorvalino Locks, em Braço do Norte, deverá receber o cuidado merecido no próximo ano. O secretário de desenvolvimento regional, Gelson Luiz Padilha (PSDB), esteve em Florianópolis para solicitar o cadastramento da reforma no orçamento da SDR, mesmo sem saber exatamente de que é a responsabilidade de manter o local em condições de uso.

Alguns documentos que indicariam quem é o responsável pela manutenção, se o município ou o estado, foram extraviados. Mas para que toda a estrutura não se acabe, Padilha solicitou ao gerente de infraestrutura, Richard Botega, um orçamento detalhado para a futura reforma.

O secretário efetuou o pedido de R$ 300 mil para a obra e espera abrir a licitação em breve. “Temos dificuldade jurídicas por conta desta dúvida de quem é a responsabilidade pela manutenção, mas o ginásio é muito utilizado pela comunidade e está atrelado a escola estadual Cônego Nicolau Gesing, o que poderá ser utilizado como argumento para facilitar o acesso ao recurso”, avalia Padilha.

Iluminação, vidros, portas, vestiários, quadra – em alguns pontos foi utilizado cimento para cobrir o espaço deixado pela madeira já podre -, alambrado e redes de contenção estão todas danificadas e devem ser as prioridades.

Na última “reforma” no piso, para realização de um torneio, no início deste mês, foram gastos oito litros de cola para fixar os tacos. Porém, o problema não é restrito a falta de manutenção. O vandalismo também é constante. Jovens quebram as portas e invadem o ginásio para depredar.

Outros dois ginásios serão melhorados
Além da reforma do Ginásio Dorvalino Locks, o secretário de desenvolvimento regional em Braço do Norte, Gelson Luiz Padilha (PSDB), também aproveitou a viagem à capital para acompanhar o processo de liberação de recurso para reformas de outros dois ginásios. Ambos são de Braço do Norte.

Um deles é o da escola Engenheiro Annes Gualberto, cuja obra, orçada em R$ 500 mil, é articulada pelo deputado federal Serafim Venzon (PSDB). O outro é o ginásio da escola Dom Joaquim, onde são necessários R$ 300 mil para término da construção.