Tubarão

Funcionários da Fundação Municipal de Educação de Tubarão não recebem os seus vales- transporte desde o mês passado. Os valores são descontados dos salários dos servidores, porém, os vales não são entregues aos trabalhadores. Desta forma, aqueles que precisam do transporte público ‘fazem malabarismos’ para chegar ao local de trabalho.

“Esperamos por uma resposta dos representantes da prefeitura hoje (ontem) o dia todo, mas não obtivemos nenhuma posição. Lamentável esta situação. Amanhã (hoje) vamos entrar com uma ação pedindo a devolução dos valores descontados dos servidores”, conta a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Municipal de Tubarão e Capivari de Baixo (Sintermut), Laura Oppa.

Há a possibilidade de a prefeitura estar em atraso com os pagamentos com as empresas que fornecem o vale-transporte. Além de não repassar o valor para a empresa, descontar os 6% do salário básico ou vencimento dos trabalhadores, referente à parte do beneficiário, pode caracterizar ‘apropriação indébita’. “Os trabalhadores estão custeando as suas viagens com dinheiro do próprio bolso. É complicado pagar por algo que ele não está recebendo”, finaliza Laura.