Imbituba

Uma reunião, realizada na tarde de ontem, na sede da Secretaria de Saúde de Imbituba, tratou de um assunto delicado e que está entre os principais pedidos da comunidade junto ao poder público – a fiscalização de denúncias.

São muitas as denúncias feitas pelos moradores diariamente. E no verão, a demanda cresce consideravelmente. São pedidos de fiscalização em ligações clandestinas de esgoto, em estabelecimentos comerciais sem alvará de funcionamento, em ruas sem iluminação pública, entre outros. O encontro reuniu representantes de todas as secretarias municipais, para traçar um cronograma de fiscalizações, principalmente, durante a temporada de verão. “Com essa parceria, entre os secretários e todos os fiscais do município, acredito que a gente vai conseguir atender boa parte das demandas. Vamos trabalhar em conjunto para atendermos a comunidade”, reiterou a secretária de Saúde, Graciela Wiemes Ribeiros.

Outro ponto levantado na reunião e que será alvo de uma forte fiscalização da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), é com relação ao uso de canudos em Imbituba. Em agosto do ano passado, foi aprovada a lei municipal que determina que bares, casas noturnas, hotéis, lanchonetes, restaurantes e padarias do município, não vendam bebidas acompanhadas dos tubos flexíveis. “O município tem vários estabelecimentos e, na alta temporada, abre espaço para outros pontos de comércio, como trailers e ambulantes. Montamos esse cronograma e vamos intensificar essa fiscalização. O temos visto é que são poucos os que ainda não aderiram à nova lei”, disse o secretário do Meio Ambiente, Paulo Márcio de Souza.