#Pracegover Foto: na imagem há uma criança com uma pipa na mão
#Pracegover Foto: na imagem há uma criança com uma pipa na mão

Há algo importante sobre ser pai e mãe que você provavelmente não sabia, mas são as crianças e os adolescentes que escolhem seus pais. Ele pôde não ter nascido do seu ventre, porém está ligado à sua alma. A decisão de ter um filho é uma situação das mais sérias e importantes na vida de qualquer pessoa.

Nesta segunda-feira (9), foi o Dia Internacional da Adoção. Enquanto muitos almejam que os seus filhos cheguem ao lar ainda bebês, muitos pais só querem ter um filho (a) para chamar de seu. Mesmo que não seja um conceito formal, considera-se tardia a adoção de crianças que já tenham uma percepção maior de si, do outro e do mundo. O critério é vago, mas a estimativa é a partir dos 3 anos de idade.

Após quase dois anos de espera, o casal de Tubarão, Josué Vieira Martins e Quitéria Aparecida Inácio conseguiram realizar o sonho de ser pais. “Em maio desse ano recebemos uma ligação do Fórum no Norte do Estado. A assistente social do local nos contou que havia a possibilidade de sermos pais de uma linda menina de 9 anos. Fomos questionados se queríamos ir ao local para conhecê-la e não pensamos duas vezes. Neste momento já sabíamos que era a nossa filha”, assegura Quitéria.

O casal tubaronense foi para o Norte do Estado foi conhecer a criança. Eles foram autorizados pelo a trazê-la, para passar uma semana na Cidade Azul. Depois desse período, a menina voltou para a sua cidade e após um mês veio morar em definitivo em Tubarão com Josué e Quitéria. A mãe conta que desde quando a pequena chegou a vida do casal ficou ainda mais alegre. Juntos os três realizam muitas brincadeiras e passeios.

O maior objetivo da adoção é que ela traga benefícios ao desenvolvimento integral das crianças e adolescentes adotados. Ou seja, será a criança/adolescente, o seu desejo em ser adotado e o seu bem-estar que serão colocados em primeiro lugar, como foco deste processo. Além disso, quando a adoção se dá depois dos três anos de idade, a chamada adoção tardia, sua opinião será levada em consideração.

Alguns dados…

Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), atualmente, no Brasil, temos 45.923 famílias pretendentes à adoção para 9.500 crianças cadastradas. E, se antes o perfil procurado pelas famílias eram bebês, hoje, o cenário mudou. Mas com todo trabalho de divulgação dos órgãos competentes, ainda há muitos casos de incompatibilidade.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul