A família de Ramon Alves, de 28 anos, de Jaguaruna, está angustiada a procura do jovem que está desaparecido. Na última terça-feira (16), como de costume, Ramon foi trabalhar, mas como estava muito gripado, seu chefe o dispensou.

Ramon mora com os padrinhos, que estavam em casa quando ele chegou, e reclamava muito de dor de cabeça. Como seu padrinhos tinham uma consulta médica agendada, saíram em seguida. Quando voltaram, o jovem não estava mais na residência. Essa foi a última vez que alguém da família o viu.

Segundo sua irmã Tamires Alves Teixeira, na sexta-feira (19), um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Civil. Neste mesmo dia, uma postagem de seu desaparecimento começou a ser feita nas redes sociais.

“Estamos muito angustiados, a última notícia que tivemos dele foi na sexta quando uma pessoa viu a postagem e entrou em contato com a gente”, conta Tamires. Conforme ela, essa pessoa disse que o levou até Criciúma e o deixou em frente ao Giassi (somente referência), na avenida Centenário.

Ramon trabalhava como caixa em uma loja e também já atuou como bombeiro voluntário em Criciúma, onde sempre morou. Ele estava há dois anos residindo em Jaguaruna.

Tamires pede que se alguém tiver qualquer informação sobre o irmão, pode ligar para o 190 da Polícia Militar ou para o número de telefone (48) 99833-9264 (Tamiris).