Isabel Alves de Carvalho nasceu no dia 15 de agosto de 1901, no primeiro ano do século XX. Hoje, com 120 anos, sua família deve procurar o Guinness Book, livro dos recordes, para registrá-la como mulher mais velha do mundo.

Atualmente, o título é de uma mulher, japonesa, nascida dois anos depois de Isabel. A idosa vive na cidade de Bacabal, a 252 km de São Luiz, no Maranhão. Diariamente, os moradores da vizinhança cuidam dela.

Todos os anos, os amigos e familiares fazem uma vaquinha e se reúnem para celebrar o aniversário de Isabel. A data já virou tradição na região.

Por causa de sua idade avançada, Dona Belinha, como é chamada, desenvolveu alguns problemas de saúde, como perda da visão, dificuldades de audição e, desde 2013, não consegue andar sozinha. Além disso, precisa de cuidados médicos por causa do Alzheimer.

 

Vida de Belinha

De acordo com o portal MA 98, Dona Belinha não teve filhos, mas criou cinco sobrinhos, e dois deles ainda vivem com ela, retribuindo o carinho de mãe. A família conta que Isabel se casou aos 14 anos e engravidou em seguida.

No entanto, por causa de complicações, a menina nasceu morta. Depois da perda, Belinha e seu marido se mudaram para Coroatá, no Maranhão. Viveram juntos até a separação, depois de 30 anos.

Segundo os relatos dos familiares, Belinha era vítima de violência doméstica. Até que, em 1975, ela se mudou para Bacabal, onde vive até hoje. Por mais de 20 anos trabalhou no mercado central da cidade.

 

Fonte: Tribuna de Jundiaí

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul