Tubarão

Ângelo Antônio Zabot, o Com (foto), um dos políticos mais conhecidos de Tubarão, segue internado na UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), na Cidade Azul, desde a tarde de ontem. Com deu entrada na instituição nesta segunda-feira com falta de ar e acúmulo de líquido no corpo.

Há oito anos, ele sofre de insuficiência cardíaca congestiva. Nos últimos seis meses, o quadro de saúde se agravou, e chegou a ficar internado durante um mês, por volta de outubro do ano passado. No fim de dezembro passou por outra crise, seguida de recuperação, até que na segunda teve de ser novamente internado.

Zabot foi diagnosticado com complicação renal em decorrência do problema cardíaco, o que o levou a ser transferido para a UTI, segundo seu filho Alexandre.
Nascido em novembro de 1946, o político tem 70 anos e é casado há 47 com Eza Zabot, com quem tem três filhos e sete netos. Zabot estreou na política em 1968 como candidato a vereador pelo PSD, quando acabou como suplente. Em 1977, ganhou a eleição como vice-prefeito na chapa com Paulo Osny May, do qual, em 1982, foi prefeito interino.

Em 1992, foi o segundo vereador mais votado em Tubarão, com pouco mais de mil votos. Na eleição seguinte, repetiu a façanha, sendo novamente o segundo mais votado, com 1,3 mil votos. Assumiu a presidência da Câmara de 1998 a 2000.

Voltou a disputar a prefeitura em 2000 e 2004, ambas como vice de Carlos Stüpp e das quais a dupla saiu vitoriosa. Nas eleições seguintes, Com preferiu não concorrer mais. Transferiu-se, em 2009, do PP para o novo PSD, do qual foi presidente entre 2015 e 2016, até que teve de deixar o cargo por causa dos problemas de saúde.

Sua mulher, Eza, elegeu-se suplente na última eleição municipal e este ano assumiu uma cadeira no legislativo, no lugar de Alexandre Moraes – única representante feminina na Casa. Antes da política, Zabot foi jogador de futebol por quase dez anos, com passagens pelo Ferroviário e Figueirense. Trabalhou na Estrada de Ferro e depois se mudou para Assembleia Legislativa, onde se aposentou. É também conhecido como Com, apelido dado por um tio, mas cujo motivo é desconhecido da família.