#Pracegover foto: na imagem há um homem de camisa branca, folhas, álcool em gel, bandeira, caneta, cadeira e quadro
#Pracegover foto: na imagem há um homem de camisa branca, folhas, álcool em gel, bandeira, caneta, cadeira e quadro

O ex-prefeito de Jaguaruna, Edenilson Montini da Costa, foi nesta quarta-feira (28) pela manhã. Os irmãos do ex-chefe do poder Executivo da Cidade das Praias, os empresários Edivaldo da Costa e Everaldo da Costa, também foram presos preventivamente. Eles foram detidos por policiais do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A operação é um desdobramento da Operação Sargento Vitto, que apura suspeitas de fraudes em licitações deflagrada em dezembro passado. Os três mandados de prisão foram expedidos pela 2ª Vara da Comarca de Jaguaruna. Os três irmãos foram encaminhados ao Presídio Regional de Tubarão.

Conforme o advogado Alan Deleon Rosso, que defende o ex-prefeito e seu irmão Everaldo, a defesa foi surpreendida com a decisão. O profissional de direito entrou ainda pela manhã com um pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). Ele assegurou que não teve acesso ao procedimento do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Em dezembro, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e do Grupo Especial Anticorrupção do Ministério Público (GEAC) cumpriram 38 mandados de busca e apreensão. As investigações ocorreram em Jaguaruna, Treze de Maio, Tubarão, Laguna, Florianópolis, Imbituba e Sangão. Os trabalhos foram expedidos pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul