A ideia é fortalecer a cultura popular como expressão da cultura urbana  - Foto:Divulgação/Notisul
A ideia é fortalecer a cultura popular como expressão da cultura urbana - Foto:Divulgação/Notisul

Jailson Vieira
Laguna

A 1ª edição do Combate do Circuito Catarinense de Batalhas de Rimas, evento que tem o objetivo de fomentar e valorizar a cultura hip hop em Laguna, ocorrerá neste domingo, às 14 horas, em frente ao Ginásio de Esportes Bertholdo Werner (Praça da Udesc). A inscrição para a competição é um quilo de alimento. 

Conforme um dos organizadores do evento na Cidade Juliana, Rodrigo Lauffer, o hip hop indica formas criativas e alternativas de superar a segregação. “A sua expressão cultural, há mais de 18 anos, faz parte das favelas da cidade, a qual prova o mérito de reconhecimento. Para o duelo deste fim de semana receberemos a Batalha Central de Criciúma”, destaca.

Rodrigo conta que todos os domingos, na Cidade de Anita, o grupo realiza batalhas de MCs e o ‘Traficando Poesia’, onde cada MC apresenta uma poesia de sua autoria conforme o tema relacionado. “Classificamos esses eventos dominicais como treino para as regionais que ocorrem mensalmente”, acrescenta. 

As batalhas são compostas por dois mestres de cerimônia (MC’s) que duelam entre si com rimas improvisadas, faladas “em cima” de uma batida, tocadas por um DJ ou somente na capela. Um MC enfrenta o outro entre duas a três vezes, caso ocorra empate. Elas têm duração de 30 segundos para cada participante, entretanto pode variar de acordo com a quantidade de inscritos.

As rimas trazem um conteúdo repleto de criticidade, humor e sarcasmo, e levam o público a torcer pelo melhor cantor, que se destacará por meio do seu flow (lado artístico) junto com a sua experiência e um rico vocabulário, os quais são itens essenciais. No fim da batalha, o vencedor poderá ganhar algum prêmio material, depende da organização de cada disputa. A ação é realizada pelo Coletivo Por Nós Mesmo em parceria com a Central Única da Favela (Cufa) de Laguna.