A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC), por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde (SUV), confirma a identificação de 21 casos da Variante de Preocupação (VOC) P.1 do SARS-CoV2, conhecida como a variante brasileira. Sendo 11 autóctones (com transmissão dentro do estado) e 10 importados.

Todos os casos foram confirmados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN/SC), seguindo o fluxo da vigilância genômica nacional, o qual encaminhou as amostras para o Laboratório de Referência Nacional para Santa Catarina – a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) do Rio de Janeiro, que realizou o sequenciamento genômico e encaminhou os resultados, a seguir:

Confirmado em 11 de fevereiro – Variante de Preocupação (VOC) P.1:
– um homem, de 55 anos, residente em Joinville (importado)

Confirmados em 15 de fevereiro – Variante de Preocupação (VOC) P.1:
– um homem, de 69 anos, residente Amazonas (identificado em Florianópolis) (importado)
– uma mulher, de 64 anos; residente Amazonas (identificado em Florianópolis) (importado)

Confirmado em 16 de fevereiro – Variante de Preocupação (VOC) P.1:
– um homem, de 71 anos, residente em Joinville (importado)

Confirmado 22 de fevereiro – Variante de Preocupação (VOC) P.1:
– uma mulher, de 54 anos, residente em Humaitá (AM) (importado)

Confirmados em 27 de fevereiro – Variante de Preocupação (VOC) P.1:
– uma mulher, de 42 anos, Manaus (importado)
– uma mulher, de 40 anos, Manaus (importado)
– um homem, de 48 anos, Manaus (importado)

Confirmados em 02 de março – Variante de Preocupação (VOC) P.1:
– um homem, de 39 anos, Joinville (autóctone)
– uma mulher, de 68 anos, Camboriú (autóctone)

*Confirmados em 05 de março – Variante de Preocupação (VOC) P.1:
– uma mulher, de 30 anos, Presidente Getúlio, com viagem para Acre (importado)
– um homem, de 36 anos, Presidente Getúlio, com viagem para Acre (importado)
– uma mulher, de 32 anos, Laguna (autóctone)
– um homem, de 39 anos, Joinville (autóctone)
– um homem, de 55 anos, Joinville (autóctone)
– uma mulher, de 31 anos, Chapecó (autóctone)
– uma mulher, de 52 anos, Chapecó (autóctone)

Casos confirmados em 08 de março – Variante de Preocupação (VOC) P.1:
– uma mulher, de 48 anos, Florianópolis (autóctone)
– um homem, de 41 anos, São José (autóctone)
– uma mulher, de 45 anos, Biguaçu (autóctone)
– um homem, de 28 anos, Florianópolis (autóctone)

Números em Santa Catarina

Santa Catarina encaminhou 329 amostras para sequenciamento genômico até 11 de março, sendo 311 amostras para Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) do Rio de Janeiro, 2 (duas) para o Instituto Adolfo Lutz (IAL) de São Paulo e outras 16 (dezesseis) para a Fundação Ezequiel Dias (FUNED) de Minas Gerais.

Deste total foram sequenciadas 141 amostras de Santa Catarina, sendo identificadas 10 linhagens distintas, a saber: B.1 (outros), B.1.1.1, B.1.1.119, B.1.1.143, B.1.1.28, B.1.1.33, B.1.1.38, B.6, P.1, P.2. Das linhagens/variantes identificadas, foi encontrada apenas um VOC, a P.1, em 10 casos importados e 11 casos autóctones até o dia 11 de março de 2021.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul