Florianópolis

Ieda Silva Prates, 77 anos, morreu na tarde de sábado (18), no Imperial Hospital de Caridade, no Centro, em Florianópolis. Esposa de Luiz Carlos Prates, colunista do jornal O Correio do Povo e comentarista do Grupo RIC, ela morreu em decorrência de um câncer no fígado.

O velório ocorreu neste domingo, das 9h às 12h, na Capela Capital em frente ao cemitério do Itacorubi. Após o velório, o corpo foi cremado em Palhoça numa cerimônia para a família.

Uma das três filhas de Ieda, Scheila Maria Prates, lamentou a morte da mãe nas redes sociais. “Perdi minha mãe hoje, fiquei ao lado até o fim… Meu amor, me ouviu cantar: ‘Você é a razão, da minha felicidade. Não vai dizer que eu não sou, a sua cara metade, por favor, meu amor, vem viver comigo. No seu colo é o meu abrigo’. Te amo pra sempre, Dona Ieda. Que vazio…”.

Scheila disse na noite deste domingo que ainda está encontrando forças para preencher o vazio deixado pela partida de sua mãe. “A dor se ameniza com o carinho dos amigos […] Estou agora a consolar meu pai, sem sua companheira de todas as horas, que passaram juntos por muitos altos e baixos da vida, mas que jamais permitiram que faltasse amor e união dentro de nossa casa”.