Engenheiros da prefeitura irão desenvolver o projeto de reforma para dar início à licitação.

Imbituba

Uma série de acontecimentos climáticos agravou a situação da Escola Básica Municipal José Vanderlei Mayer, conhecida como o Caic da Divineia, em Imbituba. As chuvas fortes da última semana obrigaram a Defesa Civil a interditar parcialmente a escola, que atende crianças e adolescentes do pré ao 9º ano.

Os engenheiros da secretaria de Desenvolvimento Urbano irão desenvolver o projeto de reforma para dar início à licitação. “A intenção é que em 60 dias os alunos voltem a ocupar a parte dos fundos da escola até que a reforma esteja concluída. A expectativa é que todo o processo deva durar em torno de seis meses”, afirma o secretário da Sedurb, Anderson Cristiano Maximiano.

Na segunda-feira, o prefeito Rosenvaldo Júnior visitou a unidade. O grupo presente ao local concluiu que o telhado e as paredes apresentam infiltrações e a rede elétrica precisa ser parcialmente refeita.

“Ainda não temos ideia do valor total da obra, somente após o projeto pronto, mas queremos garantir que, após a reforma, o Caic volte a oferecer conforto e a garantir a segurança dos estudantes”, garante o prefeito.

As aulas para as crianças do pré ao 3º ano irão funcionar no Centro Comunitário do bairro. O restante dos alunos será realocado para as salas de aula do Centro Universitário Leonardo Da Vinci – Uniasselvi.

As aulas foram suspensas logo após a inspeção da Defesa Civil. As atividades devem ser normalizadas na próxima semana.


Recursos devem vir de realocação de verba federal

Com o rompimento do contrato entre o município e o Sistema de Ensino Positivo, o recurso recebido do governo federal para a educação, utilizado para pagar parte do acordo com a empresa, já possui parcelas depositadas e disponíveis, que devem ser utilizadas, segundo os administradores, para a reforma do CAIC.
pag 5 secundária 2 retranca
Comitiva concluiu que o telhado e as paredes apresentam infiltrações