Wagner da Silva
Braço do Norte

Uma das maiores preocupações das entidades assistenciais de Braço do Norte está na indefinição política do município. “Todas as entidades têm como grande parceira a administração pública. Além disso, dependem dos convênios para executar os programas previstos no Estatuto da Criança e do adolescente (ECA)”, considera a presidenta da Associação de Apoio à Criança e ao Adolescente (Asacad), a Casa Lar de Braço do Norte, Maria Georgina Fernandes Garcia.

Outra expectativa diz respeito aos voluntários. “As entidades esperam que eles (os voluntários) continuem apoiando, dando força para continuidade nos trabalhos. Precisamos dos cidadãos para nos ajudar”, conclama a presidenta. Em uma retrospectiva do último ano, Maria Georgina, mostra que projetos importantes foram implantados na área da assistência social por entidades não governamentais, mas também houve mudanças na estrutura, o que poderá prejudicar o andamento dos trabalhos.

Como exemplo Maria Georgina fala da Associação Anselmo Tramontim (Astra), que atende crianças e adolescentes vítimas do uso abusivo de substâncias psicoativas. “A Astra passa por um momento delicado. É o único centro no estado a atender este público e depende de firmar convênios com a prefeitura e com outros municípios para manter seus programas”, lamenta a presidenta da Casa Lar.

No caso da Apae, Georgia comenta que o ano teve bons momentos, já que a entidade conseguiu credenciar-se ao Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso, são previstas a contratação de uma equipe técnica, formada por assistente social, médico neurologista e terapeuta ocupacional, e melhorias no atendimento. A aquisição de um micro-ônibus e a construção de uma lavanderia e almoxarifado completaram as realizações em 2008.

Conclusão do ginásio é um dos destaques na Casa Lar
A Associação Apoio a Criança e ao Adolescente (Asacad), a Casa Lar de Braço do Norte, fechou 2008 com chave de ouro, para a presidenta da entidade, Maria Georgina Fernandes Garcia.

Para ela, o mais importante foi conseguir atender as 240 crianças que passam pelo local todos os dias. A conclusão do ginásio de esportes, a inclusão dos projetos de xadrez e de judô, patrocinado pela Farmácia Pharmavida, também são pontos salientados pela presidenta.

O projeto padrinhos de coração, idealizado pelos cursilhistas, rendeu muito elogios na comunidade. “Este projeto aproxima as pessoas da entidade e elas passam a conhecer melhor o nosso trabalho”, destaca Maria Georgina. A presidenta acrescenta ainda que a comenda entregue pela assembleia legislativa dará credibilidade à entidade para se inscrever em projetos financiados por grandes empresas.

“Isto abre muitas portas. É o reconhecimento de nosso trabalho e o aval para buscarmos atender as crianças com mais qualidade e diversidade de programas”, avalia Maria Georgina.