Ainda apresentando problemas devido a falta de um caminhão de bombeiros, o Aeroporto de Jaguaruna poderá receber em breve um novo voo, de outra companhia aérea. Antes disso, é necessário resolver a questão do veículo, que está com problema mecânico em uma das bombas, causando oscilações. Conforme o diretor da RDL, André Constanzo, esse caminhão custa R$ 2 milhões e os aeroportos não contam com unidades extras.

Segundo o diretor, na sexta-feira (22) aconteceu um avanço na manutenção, que deve ter um novo passo na tarde de hoje. Explicou ainda a condição da Azul, que está operando normalmente, enquanto a Latam transferiu os passageiros para outros aeroportos, principalmente o de Florianópolis, onde oferecem transporte. 

“A Azul está operando porque existe uma normativa que exige a disponibilidade de um caminhão igual esse nosso quando o aeroporto recebe 200 mil pessoas e o nosso recebe hoje em torno de 140 mil pessoas. Então, a Azul tem esse entendimento, por haver essa normativa, então acharam esse caminho, vendo que não estão fazendo nada contra as normas”, comentou.

André Constanzo citou ainda que o Aeroporto de Jaguaruna poderá ganhar um novo voo em breve. Na sexta-feira ele entrou em contato com outra companhia aérea, que já teria analisado a demanda de voos entre Porto Alegre e São Paulo. “Pode ser que haja mais uma perna em Curitiba ou Navegantes. É o que a companhia está estudando”, contou.