A cantora Anitta tem publicando nas redes sociais seu estado de saúde, antes e após se submeter uma cirurgia para tratamento de endometriose. O objetivo dessa divulgação, conforme disse a artista, é levar conhecimento sobre essa doença as inúmeras brasileiras.
O ginecologista e obstetra do Complexo Médico Provida, Dr. Leandro Gugel, esclarece que endometriose acomete de 10 a 15% das mulheres, causando impacto muito grande em suas vidas.

“A endometriose acontece quando o endométrio, tecido que reveste internamento o útero, cresce para fora dele. E este crescimento anormal pode acometer estruturas pélvicas como ovários, trompas, ligamentos do útero, intestino, bexiga, parede abdominal, nervos e até o diafragma musculo da respiração. A causa da endometriose ainda não está bem definida pela ciência, mas já se tem conhecimento que ela pode causar um impacto prejudicial ao longo da vida da portadora”, destaca o médico.

Estima-se que entre 7 a 10 milhões de mulheres no Brasil sofrem com essa doença. Entre as pacientes, 66% delas, apresentam sintomas antes dos 20 anos e já passaram por 4 a 5 profissionais antes de serem diagnosticas, causando muitas vezes, um atraso de 7 a 8 anos no correto diagnóstico.

“Estudos tem mostrado que 23% do público feminino relata interrupção no trabalho, como 17 a 18 dias de cama por ano, baixa performance profissional, prejuízos na qualidade de vida e na saúde mental. 50% relatam limitações físicas associadas a dor, fadiga, depressão, isolamento, alterações do humor e duas vezes mais risco de infertilidade. Portanto, o diagnóstico precoce, o tratamento e seguimento com equipe multidisciplinar é de extrema importância”, alerta.

Sintomas mais comuns:

– Idade (são paciente jovens sob ação hormonal)
– Cólicas severas
– Menarca precoce
– Nuliparidade (nunca gestou)
– Hereditariedade >
– IMC baixo, mais comum
– Dor no período menstrual (cíclica) e que pode evoluir e se tornar uma dor pélvica crônica,
– Dor na relação sexual, principalmente a dor na penetração profunda,
– Infertilidade 40-50% casos,
– Alterações gastrointestinais (dor evacuatória, distensão abdominal, alterações do hábito intestinal diarreia, constipação, sangramento nas fezes …)
– Sintomas urinários (dor urinaria, sangramento)
– Síndrome da bexiga dolorosa
– Sintomas geralmente estão associados ao local acometimento pela doença e outros.

Tratamento

A indicação médica para tratamento da patologia é realizada após investigação e individualizada conforme o objetivo do paciente.
“O tratamento cirúrgico pode ser indicado quando não há resposta no tratamento clínico, quando o estágio da doença já compromete órgãos e em casos de infertilidade. O importante é buscar o diagnóstico e seguir as orientações médicas”, completa Dr. Leandro.

Saúde de Anitta

No início do mês, a cantora pop comunicou a descoberta da doença e posteriormente que iria passar por uma cirúrgica, que ocorreu no dia 20, no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. No dia 25 ela recebeu alta médica e postou que estava bem e que agora seguiria sua recuperação em casa.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Provida