Cristiano Carrador
Tubarão

 
Um encontro entre os deputados Edinho Bez (PMDB) e Joares Ponticelli (PP), sábado, gerou especulações em Tubarão. Surgiram rumores de que uma coligação entre os dois partidos para a disputa da prefeitura já estaria fechada. Participaram da reunião os dois deputados, o presidente municipal do PP, Cássio Medeiros de Oliveira, e os vereadoes Deka May e Dionísio Bressan, pré-candidatos do Partido Progressita. 
 
Edinho é o pré-candidato peemedebista. “Não há nada fechado. Estamos conversando faz alguns dias. Amadurecendo um projeto para a cidade. Os dois partidos têm os seus nomes”, explicou Joares, à noite, enquanto participava de um evento em Jaguaruna.
 
Muitos já dão como certa uma coligação entre os dois partidos e também boa parte dos integrantes do G12, um grupo de siglas menores. A questão é que os dois maiores têm os seus pré-candidatos e, neste momento, não abrem mão da cabeça de chapa. 
 
O deputado federal Edinho Bez (PMDB) continua a afirmar que a sua candidatura a prefeito é irreversível, diz que tem o apoio de líderes nacionais, estaduais e de quase todo o diretório e da sigla na cidade. “O PMDB é um partido grande, é natural algumas opiniões divergentes, mas a grande maioria está conosco”, destaca.
 
A maior aposta no momento é uma dobradinha entre Edinho, candidato a prefeito, e Deka May, de vice. Deka também demonstra animação, não é descartada até uma candidatura própria. 
 
Quadro indefinido
O quadro político da cidade segue indefinido. A não ser a pré-candidatura do empresário Olavio Falchetti (PT), que continua a afirmar que vai de chapa pura. Respeita, mas não quer coligação em hipótese alguma. O candidato a vice deve ser o médico Akilson Ruano Machado. 
 
O PSD aposta no atual vice-prefeito, Pepê Collaço, que lançou a sua pré-candidatura há uma semana. Tem o apoio irrestrito do governador Raimundo Colombo, que quer que o partido lance candidato em pelo menos uma das três maiores cidades do sul. Em Araranguá e Criciúma, não terão candidato na cabeça.
 
No PSDB, é aguardada com expectativa a decisão do ex-prefeito Carlos Stüpp. É o nome mais forte do partido, único capaz de bancar uma cabeça de chapa. Outras siglas menores chegaram a apresentar nomes, como o PDT, que anunciou a ex-vereadora Lucia Flávia Corrêa Garcia. Há a possibilidade até de o município ter cinco candidatos a prefeito. Até o fim de junho, ainda há muito a definir. Faça as suas apostas!