Tubarão

Dados do primeiro semestre deste ano mostram que, na Emergência do Hospital Socimed, as principais ocorrências dos atendimentos foram para casos envolvendo cardiologia, neurologia e urologia, estatísticas que só crescem ao longo dos anos. Em sua maioria, são demandas de alta complexidade. Diante desta realidade, além dos serviços tradicionais de atendimento 24 horas, que têm como diferencial ser único adulto e pediátrico da região, foi oficializado a partir deste mês, o serviço de atendimento integrado a estas três especialidades, envolvendo toda a estrutura já existente de médicos especialistas, diagnóstico por imagem, centro cirúrgico, hemodinâmica e UTI.

A ênfase para este serviço de emergência de alta complexidade integra o corpo clínico e de enfermagem, a partir de protocolos de padrão internacional. Para o paciente, isso representa ainda mais segurança e agilidade no diagnóstico e tratamento, uma vez que se enquadrado dentro deste critério, o atendimento será priorizado e seguirá um fluxo próprio de atendimento, assim, acionada toda estrutura de retaguarda de acordo com a complexidade do caso. “Casos de alta complexidade exigem atendimento ainda mais rápido, já que dependendo do quadro podem reverter sequelas e até óbitos”, explica o diretor executivo do Hospital Socimed, Fernando Viegas Delgado.

Ele reforça que o atendimento de alta complexidade já existia, mas agora, com os protocolos específicos para um serviço integrado parte da estrutura estará destinada exclusivamente a esta necessidade. Para se ter ideia da relevância do trabalho, pacientes vindos de outros municípios representam, hoje, 50% dos atendimentos feitos no Socimed. Isso porque, além do horário de atendimento diferenciado, o serviço inclui proximidade com a rodovia BR-101 e heliponto. Entre os principais casos atendidos estão a dor torácica, acidente vascular cerebral e sepse urinária.

Dor Torácica

Uma das causas mais comuns que levam pessoas à Emergência é a dor no peito ou dor torácica. As principais causas de morbimortalidade são constituídas por Doenças Cardiovasculares (DCV), ocorrendo geralmente em países desenvolvidos ou emergentes. No Brasil, as DCV são responsáveis por cerca de 20% de todas as mortes em indivíduos acima de 30 anos.

AVC (Acidente Vascular Cerebral)

As doenças cerebrovasculares estão no segundo lugar no topo de doenças que mais acometem vítimas com óbitos no mundo, perdendo a posição apenas para as doenças cardiovasculares. Segundo dados do Ministério da Saúde, esta posição tende a se manter até o ano de 2030.

Os AVC’s podem ser de dois tipos: hemorrágicos ou isquêmicos, este último, o mais frequente, representando em torno de 85% dos casos. Clinicamente, tanto um como o outro são caracterizados pelo aparecimento súbito de déficits neurológicos característicos, de acordo com a região cerebral envolvida, os sintomas mais comuns a hemiplegia, desvio da rima labial, dificuldade para falar, perda de força nos membros superiores e/ou nos membros inferiores e confusão mental.

Para a reversão do quadro de sinais e sintomas do AVC, há o que é chamado de Janela terapêutica – até quatro horas e meia do aparecimento dos sintomas, o que dá a chance de recuperação com possibilidade de ficar sem sequelas.

Sepse urinária

Taquicardia, febre alta, taquipneia (mais de 20 respirações por minuto), leucocitose, queda no nível de consciência, dispneia, redução do volume urinário e hipotensão são algumas características do quadro da chamada sepse urinária, problema que normalmente acomete pessoas com baixa imunidade. Dados mostram que óbitos decorrentes de sepse aumentaram consideravelmente nos últimos anos. A celeridade no diagnóstico e o início imediato do tratamento, embasados por ferramentas de triagem podem ajudar na identificação mais rápida dos casos, revertendo estes números.

Com a implementação dos serviços de Emergência de Alta Complexidade, o Hospital Socimed prevê uma redução nos casos de sequelas e de óbitos, bem como uma maior conscientização da população quanto à necessidade de procurar o serviço de Emergência especializado para evitar ou tratar problemas em tempo hábil.