O secretário regional Jairo Cascaes (DEM) mostra o projeto do novo prédio, orçado em R$ 1,6 milhão. A nova escola terá quadra de esportes e até elevador
O secretário regional Jairo Cascaes (DEM) mostra o projeto do novo prédio, orçado em R$ 1,6 milhão. A nova escola terá quadra de esportes e até elevador

Zahyra Mattar
Jaguaruna

A situação da escola estadual Campos Verdes, no balneário Campo Bom, em Jaguaruna, é tão precária que nem mesmo uma reforma será possível ser feita para amenizar os problemas no prédio da instituição, construído em 1958. A estrutura será demolida em fevereiro do próximo ano e dará lugar a uma escola muito mais bonita e com condições de atender os mais de 300 alunos.

A obra já deveria ter iniciado há cerca de três meses. Porém, devido à contenção de gastos do estado, em virtude da crise, o novo prédio não chegou nem a ser licitado. “Neste período, tudo foi mais lento mesmo. As obras que estavam em andamento tiveram os cronogramas refeitos para não pararem e as que estavam na fila para serem licitadas, como é o caso da escola Campos Verdes, foram suspensas”, lamenta o diretor geral da secretaria de desenvolvimento em Tubarão, Beto Tournier.

Agora, o projeto já feito será colocado em prática, promete Beto. Até o fim desta semana, a SDR conclui a documentação para alugar outro prédio – é um galpão onde seria construído um supermercado – para alocar os alunos no próximo ano letivo. A atual estrutura será demolida em fevereiro, época em que o processo de licitação já deve estar finalizado.

“O proprietário do galpão vai nos entregar tudo dividido e organizado. Já foram feitos vários remendos no prédio e investir mais recursos para tampar buraco seria uma inconsequência. Entendo o pleito e a angústia da comunidade. Eles reivindicam isto há anos. O local é péssimo, cheio de infiltrações, vazamentos”, reconhece Beto, e completa: “A obra está assegurada para 2010. E vai ser uma das escolas mais bonitas já feitas pela SDR”, promete.

A nova escola
O projeto arquitetônico é mesmo audacioso. Avaliado em R$ 1,6 milhão, o novo prédio terá três andares porque o terreno é pequeno e é prevista a construção de uma quadra coberta. “Serão aproximadamente 13 salas de aula, auditório e até elevador. Tenho certeza que a comunidade ficará orgulhosa. Os alunos que foram estudar em outras escolas de Jaguaruna, com certeza, voltarão para a Campos Verdes”, valoriza o gerente-geral da secretaria de desenvolvimento regional em Tubarão, Beto Tournier.