Márcia em breve deve largar a bengala e voltar a andar normalmente
Márcia em breve deve largar a bengala e voltar a andar normalmente

 

Braço do Norte
 
Há oito anos, Márcia Pereira, 26 anos, de Braço do Norte, sofreu um acidente no local de trabalho que mudaria por completo a sua vida. Uma pancada lesionou o tendão de aquiles e ela adquiriu a síndrome dolorosa complexa regional. Todos os dias, ela sentia dor. Graças aos esforços de várias pessoas do Vale de Braço do Norte, ela arrecadou o dinheiro para fazer uma nova cirurgia, para a implantação de um neuroestimulador medular. 
 
Mesmo após sete cirurgias e com a retirada do tendão, Márcia continuou a sentir dor. Através da internet, descobriu um novo procedimento cirúrgico. O problema era o custo: R$ 100 mil. O Sistema Único de Saúde (SUS) não cobria os custos. “Precisei de humildade para saber pedir ajuda”, lembra. 
 
A campanha foi liderada pela Rádio Verde Vale. Foram feitas rifas para angariar a quantia. Parte conseguiu através do deputado Nei Ascari. 
 
A cirurgia foi feita pelo médico Alexandre Novicki Francisco, chefe do serviço de Neurocirurgia do Hospital Universitário da PUC. E também proporcionou um milagre. A mulher que precisava de duas muletas para se locomover usa hoje apenas uma bengala. E espera que no futuro possa andar sem nenhum amparo.
 
Aos poucos, Márcia recupera a sua vida. Após o acidente, ela perdeu o contato com muitos amigos e enclausurou-se em casa. Hoje, participa ativamente da comunidade e sonha em cursar uma faculdade.