Notícia positiva e compreensão no caminho! “Ninguém buzinou, mesmo quando formava uma fila atrás de nós. As pessoas quando ultrapassavam acenavam e faziam sinal de positivo. Encontrei muita solidariedade”. 

Uma família de Xanxerê compartilhou uma história curiosa nas redes sociais. Audy Veronese teve que ir até Pato Branco, no Paraná, com sua mãe Iolanda Veronese para a matriarca fazer uma cirurgia. A mãe retirou três hérnias no dia 31 e teve alta neste domingo, 3.

Para voltar até Xanxerê, porém, a filha contou que teve que dirigir muito devagar por causa dos solavancos na estrada e os buracos do asfalto. “Demoramos três horas para fazer 110km de Pato Branco até Xanxerê”, contou.

Para que os outros motoristas não se estressassem com a dupla, a filha fez “placas informativas” que foram coladas na traseira do carro, informando aos motoristas sobre o motivo da lentidão do carro.

Nas placas, estava escrito “paciência, por favor! Minha mãe fez cirurgia, tenho que dirigir devagar”. A experiência deu certo, segundo Audy: “Ninguém buzinou, mesmo quando formava uma fila de carros atrás de nós. As pessoas quando ultrapassavam acenavam e faziam sinal de positivo. Encontrei muita solidariedade pelo caminho!”