Tubarão

Quando se fala de irmão, podemos nos referir tanto ao filho dos nossos pais – nosso irmão consanguíneo – do coração e também aquela pessoa especial, considerada um grande amigo e que você sente como se fosse um membro da sua família. No universo cristão, os ‘irmãos’ são todos os nossos ‘próximos’ que, diante da doutrina divina, são ‘filhos’ de um mesmo Pai: Deus.

Nesta quarta-feira (5), é comemorado o Dia do Irmão. A data passou a ser celebrada pela Igreja Católica em 2007 em decorrência do aniversário de morte da Madre Teresa de Calcutá, já que religiosamente a palavra ‘Irmão’ tem conotação de proximidade. Na Índia, a data é comemorada no mês de agosto e tem a ver apenas com irmãos de sangue. Lá, os hindus fazem um ritual de oferenda entre irmãos e irmãs de uma família, simbolizando a união e proteção entre eles.

A data é para lembrar daqueles que brigávamos pelo último pedaço da sobremesa, pela fila de usar o banheiro, ou até mesmo aquele companheiro que te defendia dos valentões do colégio. O que pode ser mais valioso e saudável que uma boa relação entre irmãos? Os mais velhos representam para os mais jovens a força, inspiração, coragem, ás vezes são observados como super-heróis. Para os mais velhos, os que nasceram depois de si, possibilitam a continuidade de sua infância, e a possibilidade de continuar com suas brincadeiras divertidas.

O Dia é uma festa familiar por excelência: é uma calorosa celebração na sua horizontalidade e, no sentido exato da palavra, fraternidade. É também uma festa social, celebrando a alegria das famílias, no olhar e nas relações dos irmãos e irmãs. Em reuniões familiares e eventos sociais, festeja-se neste dia, o que de tão importante os une: o crescer juntos, as aventuras, as descobertas, a solidariedade, a proximidade, a cumplicidade, a identidade que é diferença, a diversidade, a entre ajuda, a cooperação e a divisão de tarefas, a alegria e a tristeza, as emoções, boas e más, a tolerância, a reconciliação, a partilha, as histórias, raízes e memória.

Neste dia, é comum irmãos e irmãs oferecerem-se uma lembrança simbólica, enviarem uma mensagem ou, se possível, passarem tempo uns com os outros. É um dia especial para lembrar e honrar a presença e importância na vida e na identidade de cada um.