Braço do Norte

O objetivo da caminhada, nesta semana de conscientização sobre autismo, é evitar o preconceito e atuar na defesa dos direitos das crianças e jovens autistas. Com organização do Grupo de Mães Era uma vez… Autismo… e da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Braço do Norte, a primeira Caminhada Municipal alusiva à data ocorre na próxima terça-feira (2), na capital do Vale.

A prefeitura, por meio da Secretaria da Saúde, e a Polícia Militar também devem apoiar o evento, que poderá ficar marcado no calendário oficial da cidade. Mostrar, discutir e entender como lidar com o autista é superimportante. O trabalho de inclusão é essencial para este grupo mais que especial. A concentração será na Praça Roher, no centro de Braço do Norte, com saída às 9h. A precisão do tempo para terça é de sol e temperatura agradável. 

O Dia Mundial do Autismo, celebrado anualmente em 2 de abril, foi criado pela Organização das Nações Unidas, em 18 de dezembro de 2007, para a conscientização acerca dessa questão. No primeiro evento, em 2 de abril de 2008, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou a iniciativa do Catar e da família real do país, um dos maiores incentivadores para a proposta de criação do dia, pelos esforços de chamar a atenção sobre o autismo.

No evento de 2010, a ONU declarou que, segundo especialistas, acredita-se que este transtorno de desenvolvimento atinja cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, afetando a maneira como esses indivíduos se comunicam e interagem.

Em 2011, o Brasil teve o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, iluminado de azul nos dias 1° e 2 de abril, além da Ponte Estaiada em São Paulo, os prédios do Senado Federal e do Ministério da Saúde em Brasília, o Teatro Amazonas em Manaus, a torre da Usina do Gasômetro, em Porto Alegre, entre muitos outros. Em Portugal, monumentos e prédios, como a Torre dos Clérigos e a estátua do Cristo Rei em frente a Lisboa também foram iluminados de azul para a data.

O tema de 2018 da ONU para a data foi “Empoderando Mulheres e Meninas com Autismo” (“Empowering Women and Girls with Autism”, no original em inglês). Em 14 de abril de 2018, a então presidente em exercício do Brasil, ministra Cármen Lúcia, sancionou a lei que institui o dia 2 de abril como o Dia Nacional de Conscientização sobre o Autismo.