Bertoldo Weber
Grão-Pará

O prefeito e vice eleitos em Grão-Pará, Valdir Dacorégio (PMDB) e Estevão Ghizoni (PMDB), respectivamente estão a todo vapor em busca de recursos junto aos governos estadual e federal para investimentos no município a partir do próximo ano. Paralelamente a isso, o processo de transição e análise dos nomes que assumirão as secretarias e os cargos de confiança seguem, feitos juntamente com os partidos aliados e vereadores eleitos.

A possibilidade de ser realizada uma auditoria na prefeitura, o prefeito eleito diz ser prematuro falar sobre isso. “Neste momento, o foco é a transição apenas”, desconversa Valdir. As primeiras ações ao assumir a prefeitura, em janeiro, serão focadas nos trabalhos necessários para o início do ano letivo e em uma operação tapa-buracos. “Primeiro, queremos ir em cada secretaria e analisar a situação, ver quais os projetos existentes. Somente depois disso, anunciarei as ações. Em janeiro, trabalheremos as questões prioritárias que não podem esperar, caso da saúde e do transporte escolar, por exemplo”, avalia Valdir.

A construção de um Pronto Atendimento (PA) 15 horas, com funcionamento durante toda a semana, será uma das novidades da administração. A idéia é fundir o trabalho com os postos do programa Estratégia da Saúde da Família. “Esta possibilidade é estudada, sim. Mas, antes de anunciá-la, queremos levantar algumas outras alternativas para tornar o setor da saúde mais eficiente. Precisamos urgente adquirir equipamentos básicos. Vamos buscar recursos junto ao estado e ao governo federal para isso”, confirma o prefeito eleito.

No meio rural, a principal meta, afirma o vice eleito, é manter as estradas em condições de tráfego. Para isso, serão criadas duas frentes de trabalhos. “Uma equipe fará a limpeza e ações emergenciais. A outra realizará um trabalho completo de patrolamento e revestimento”, explica Estevão.