#Pracegover Foto: na imagem há um homem de camiseta preta, boné preto e corrente
#Pracegover Foto: na imagem há um homem de camiseta preta, boné preto e corrente

O desaparecimento de Moisés Torquato Amorim, o Dédo, 33 anos, completa nesta terça-feira (20) seis meses. Até o momento, sobram perguntas e faltam respostas.

Dédo deixou a sua residência em 20 de janeiro, no bairro Alvorada, em Capivari de Baixo e seguiu para Tubarão. Ele e o meio irmão mais velho saíram para fazer umas compras na Cidade Azul. Após as aquisições, o jovem disse ao mais velho que ficaria na cidade vizinha e depois iria voltar para casa.

O irmão com mais idade foi para o seu lar e o mais novo ficou no centro de Tubarão. A partir desse fato não se sabe o que tem ocorrido com Dédo que nunca mais voltou para a residência que morava com a mãe, A mãe, Maria Madalena Torquato, a Lena.

Moisés foi visto pela última vez na avenida Nereu Ramos, na cidade termelétrica, pelo sistema de videomonitoramento. Depois disso não há informações e nem sinais de onde o homem de 33 anos esteja. Um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado e a Polícia Civil do município investiga o caso.

Quando saiu de casa Dédo estava com uma calça jeans, um tênis preto, uma blusa de lã cinza e com boné verde escuro da marca Nike. Ele estava desempregado e não costumava sair sem dar informações.

Qualquer informação deve ser encaminhada para a Delegacia de Polícia de Capivari de Baixo por meios dos telefones (48) 3631-9307, 181, 197 ou pelo WhatsApp (48) 98844-0011. O sigilo e o anonimato das informações serão mantidos.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul