A prefeitura de Laguna oficializou a exoneração de 48 cargos comissionados, conforme portarias publicadas no Diário Oficial dos Municípios de Santa Catarina (Domsc). “Tudo relacionado à arrecadação que não ocorre de acordo com a meta prevista, hoje acumulada em 68,09%. Para garantia do cumprimento de obrigações pecuniárias como folha, fornecedores e terceirizados, são adotadas várias medidas de contenção de gastos e, concomitantemente, também de recuperação da receita”, explica o prefeito Mauro Candemil (MDB).

As portarias publicadas trazem exonerações, cessamento de nomeações para cargos de chefia e de concessão de função gratificada – funcionários efetivos que ocupavam cargos comissionados retornam a seus postos de origem. Dos órgãos municipais, apenas a Fundação Irmã Vera não teve contingenciamento.

Uma das baixas mais emblemáticas é a de Tanara Cidade de Souza, que deixa o cargo de secretária de Assistência Social e Habitação. A exoneração dela ocorre em meio ao corte de gastos, porém a motivação maior foi uma postagem feita em seu perfil pessoal na rede social Facebook que não foi bem recebida. O substituto para a gestora, de maneira interina, será Valmor Pacher até o dia 31 de dezembro deste ano.