Wagner da Silva
Braço do Norte

Na última quinta-feira, um princípio de incêndio foi registrado na igreja matriz Nosso Senhor do Bom fim, em Braço do Norte. Por pouco, o patrimônio da instituição religiosa não virou cinzas. Quando os bombeiros foram acionados e tentaram utilizar o hidrante em frente ao prédio, o equipamento não funcionou. A manutenção havia sido solicitada à Casan, pelo Corpo de Bombeiros de Braço do Norte, no dia 21 de janeiro. Porém, não foi feita.

O comandante da instituição, Akilsson Fernandes Machado, informa que um mapeamento foi feito e, através do resultado, uma solicitação efetuada à concessionária da água para a colocação de cinco novos hidrantes na cidades. “Devido ao fluxo de pessoas e o número de edificações, percebemos que há locais estratégicos, onde seria interessante a existência deste equipamento”, avalia o comandante.
Os bairros Rio Bonito, São Francisco de Assis e São Januário são três locais onde os bombeiros acreditam ser necessária a instalação. “A distribuição em mais pontos facilitará e agilizará o trabalhos no combate a incêndio”, complementa Akilsson. Ele acrescenta ainda que outros dois hidrantes, um próximo a empresa MB Molduras e um segundo no bairro Floresta, também estão com defeito. “Estes casos a Casan desconhece, mas será informada em breve”, explica o comandante.

O auxiliar administrativo da Casan, Klaiber Correia Clarinda, informa que a estatal está ciente do problema e substituiu o hidrante defeituoso atrás da igreja matriz. “Mas, por falta de uma peça, o serviço não pôde ser concluído”, informou o funcionário. Klaiber afirma que a última manutenção nos hidrantes foi realizada há oito meses. “Fazemos isso mediante a comunicação do Corpo de Bombeiros. Quando eles encontram problemas, avisam-nos para que o serviço ou mudanças sejam realizadas”, explica.
Já sobre os hidrantes solicitados pelos bombeiros, deverão ser instalados em pouco tempo. “Os equipamentos já estão conosco, mas falta a peça de acoplagem na rede, a qual já solicitamos. Assim que chegar, faremos a instalação”, confirma.