Por causa do aumento considerável que ocorreu em uma semana em São Ludgero, representantes do município reuniram-se nesta quarta-feira (17), no gabinete do prefeito, Ibanes Lembeck, o Iba. Na reunião foi definido que haverá intensificação na ação da Polícia Militar (PM).

Até a quarta-feira da semana passada (10), havia 38 casos confirmados de Covid-19, nesta quarta há 55 casos. Ou seja, 45% a mais de infectados do que na semana passada. Iba diz que é triste perceber que após a paralisação quase total da cidade, muitas pessoas relaxaram nos cuidados básicos.

Por conta do significativo aumento, ações relacionadas aos regramentos estabelecidos diante da pandemia para pessoas e estabelecimentos em geral, a pedido do prefeito serão intensificados a partir desta quinta-feira (18).

“Estamos falando de saúde e não é da saúde do prefeito, mas de toda a comunidade. Falamos de alguns simples cuidados básicos que são usar máscara, evitar aglomerações e manter distância mínima. E será que nem isso muitas pessoas conseguem fazer, respeitar? Se não estão nem aí, façam por suas famílias”, alega.

O Comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar, Tenente Daniel Tomazelli, explica que medidas são tomadas em relação aos regramentos estabelecidos, inclusive, com notificações já feitas e várias orientações. “O pedido será atendido e tem locais que podem ser fechados, por já terem sido notificados”, alerta o comandante.

Para Iba, tanto a cidade quanto as pessoas já perderam muito com a pandemia e por isso, deveriam levar mais a sério. O Comandante do Destacamento da Polícia Militar do município, o 3º Sargento PM Arcione Oenning Dacorégio, disse que várias idas ao Morro da Cruz, bares e outros estabelecimentos tem ocorrido grande número de aglomerações.

O Secretário de Administração, Finanças e Planejamento, Léo Füchter, também na reunião lembrou que diante da paralisação ocorreram prejuízos para todos os segmentos da sociedade e enfatizou que com o retorno das atividades e o relaxamento é possível que algo radical deve ser feito.

“Muitas dúvidas nós gestores também temos e por este motivo a importância de cada pessoa levar a sério e fazer a sua parte. Somente assim seguiremos mais seguros, com o sistema público de saúde atendendo a demanda e a questão econômica com os menores danos possíveis. Ninguém está livre da fiscalização”, ressalta.

A cabo Ariela Mattei Nunes, pede para as pessoas que perceberem aglomerações ou que sabem de realização de festas, bem como negligência por parte de pessoas e estabelecimentos comerciais, denunciem. Os meios disponíveis para efetuar a denúncia é o Disque 190, por meio do aplicativo PMSC Cidadão ou podem entrar em contato com a Guarnição Especial de Braço do Norte pelo fone 48 3651-1896.

Boletim Epidemiológico da quarta-feira (10)
Boletim Epidemiológico de hoje (17)