Coronavírus: como fortalecer a imunidade e enfrentar o Covid-19

Segundo a nutricionista Tamara Pedroso da Ortoimagem, o corpo humano possui um sistema de defesa importante, prontos para atacar os agentes externos que causam doenças.

Além dos métodos preventivos que os órgãos competentes estão orientando, é importante cuidar da imunidade. Segundo a nutricionista Tamara Pedroso da Ortoimagem, o corpo humano possui um sistema de defesa importante, baseado em células, tecidos e órgãos que estarão prontos para atacar os agentes externos que causam doenças.

Nesse momento de tensão e medo de um vírus (Covid -19) de carácter desconhecido, pode surgir à dúvida: será que minha imunidade está boa mesmo?

De acordo com a Nutricionista, a resposta pode ser positiva se todos os nutrientes necessários estão sendo oferecidos ao seu organismo.

Para entendemos melhor como a imunidade do corpo humano funciona, Tamara destaca dois tópicos importantes que fazem parte do sistema imunológico: a saúde imune do intestino e a saúde imune das células de defesa.

Saúde Imune do Intestino
O papel imune do intestino tem relação com as próprias células de defesa e a microbiota, que formam uma barreira de proteção contra infecções. Para que essa barreira esteja em seu pleno funcionamento são necessários alguns cuidados com o estilo de alimentação.

A primeira forma de analisar para saber se a imunidade do intestino está eficiente é perceber se existe algum destes sintomas frequentemente: estufamento, gases, diarreia ou constipação, gripes ou infecções recorrentes, ou outros sintomas digestivos. Caso esses sintomas façam parte da sua vida, é bem provável que você esteja precisando de uma atenção especial neste órgão tão importante.

Para melhorar ou garantir uma boa barreira de proteção no seu intestino dê preferência a uma alimentação menos industrializada, como: rica em fibras prebióticas, que são encontradas nos alimentos integrais ou em frutas como: banana ou maçã.

Exclua os alimentos processados e alimentos pobres em nutrientes. Se você costuma frequentar a lanchonete, é importante mudar esse hábito, pois essa alimentação vai deixar sua microbiota pobre e falha de defesas. Por isso, a imunidade do intestino tem uma íntima ligação com o estilo de vida. Se forem ofertados ao seu corpo alimentos saudáveis, de qualidade e, de uma forma equilibrada, tudo ali dentro vai estar em melhor harmonia e funcionamento.

2- Saúde Imune das Células de Defesa

As células de defesa são estimuladas em uma situação infecciosa e viram um exército para proteger nosso corpo e combater esse causador de doenças. Para que essa função esteja apta a funcionar quando estimulada, são necessários alguns nutrientes em especial.

As frutas cítricas, por exemplo, além de ter a conhecida vitamina C, possuem ação antioxidante, que aumenta a resistência do organismo.

Os vegetais que são ricos em ácido fólico como espinafre, brócolis e couve atuam na formação dos glóbulos brancos.

O zinco é outro nutriente muito indicado para o aporte imune, pois ele combate gripes e resfriados. Nós encontramos o zinco nas oleaginosas em geral como castanha do Brasil, nas leguminosas, como o feijão e em outros diversos alimentos como carne e cereais integrais.

Podemos destacar também os alimentos que atuam diminuindo inflamações, como as sementes de linhaça, chia e gergelim por serem fonte de ômega 3, assim como o salmão.

Alimentos que possuem ação antibacteriana, anti-inflamatória e devem fazer parte da mesa são o açafrão, o gengibre e o alho.

Vale destacar que além da alimentação e saúde, continue a cumprir todas as orientações de higiene e isolamento para que a disseminação do vírus fique controlada. E se apresentar algum sintoma suspeito procure ajuda médica.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul