Mirna Graciela
Braço do Norte

A exemplo de Jaraguá do Sul e Rio do Sul, Braço do Norte começa a partir de amanhã (23) um processo de dedetização em áreas públicas da cidade. Porém, o diferencial é que o governo fará com recursos próprios. Os outros municípios contrataram empresas para este tipo de serviço.

A equipe realizará o trabalho ao ar livre em frente a supermercados, unidades de saúde, policlínica, hospital, farmácias, praças públicas, ou seja, onde há um maior número de pessoas. 

“Vamos adaptar um caminhão-bomba com jato e um produto de eficiência na limpeza, é com jato de pressão.  Os profissionais vão atuar com muita proteção, com macacões, luvas, botas e máscaras”, explica o prefeito Beto Kuerten Marcelino. 

“Nós vamos reduzir custos, executar com nossa equipe e a colaboração de empresários do município que fizeram as doações de equipamento e produtos”, ressalta. A força-tarefa vai atuar diariamente com nove pessoas por etapa, sempre depois das 16h, horário em que as unidades de saúde fecham. 

“Aqui em Braço do Norte estamos diariamente mantendo a população informada, fiscalizando. Preferimos pecar pelo excesso do que pela omissão para combater esse vírus. Todos são responsáveis, o poder público não vai descansar enquanto não exterminar de vez esse vírus no município”, destaca Beto. 

Até o momento, a cidade possui seis casos confirmados do coronavírus. Um desses é de São Ludgero e foi atendido no município. São 16 casos suspeitos e seis descartados.