#Pracegover foto: na imagem há uma mulher
#Pracegover foto: na imagem há uma mulher

A radialista da 102 FM, Débora Souza, a Deby, Debynha, de 46 anos, revelou ter sido diagnosticada com câncer de mama. A comunicadora concedeu uma entrevista para o Notisul no início da noite desta quarta-feira (4). Ela relatou como recebeu o diagnóstico e quais os procedimentos de saúde são realizados.

Deby afirma que receber o diagnóstico não foi fácil e que não estava preparada. “Nunca esperei. Quando descobrimos este problema não estava me cuidando, não estava fazendo as prevenções que deveria ter feito e que tanto falava na rádio. Falava para as mulheres e homens se cuidarem e não estava cuidando de mim. Apareceu o sintoma, um inchaço muito grande no meu seio, só que nunca imaginei que fosse um câncer de mama. Acreditei que fosse um encapsulamento da minha prótese e deixei por mais uns dias até que não suportei a dor e acabei fazendo o ultrassom e o médico questionou se havia histórico de câncer de mama na família e tomei um susto muito grande”, expõe.

Ela já iniciou o tratamento. Começou com a quimioterapia. “A princípio pelos exames o tumor se mostrava muito agressivo pelo que causava no meu corpo, inchou o meu seio e a parte do meu corpo esquerdo e comecei a ficar com algumas sequelas. Iria fazer quatro quimioterapias vermelhas e quatro brancas, mas com o último resulto do exame o medicamento mudou e agora são seis brancas”, conta.

Conforme a comunicadora, com a última biopsia foi constatado que ela precisa de mais dois medicamentos que serão incluídos na quimioterapia. Um deles é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e o outro será preciso entrar com uma ação judicial porque o valor da medicação é muito alto. “Brinquei em uma live dizendo que se tivesse com as duas pernas quebradas dava um jeito de trabalhar, porém tive que me afastar após o diagnóstico”, detalha.

Deby explica que no início não teve estrutura de falar sobre o resultado com quase ninguém, apenas familiares e amigos próximos foram informados. “Deus me deu muita força, me tirou do fundo do poço, que foi para onde fui. Deus me resgatou de lá e desde que comecei realmente a confiar no poder da cura, que Deus por meio dos anjos que ele enviou para a terra, que são os médicos que estão cuidando muito bem de mim. Vou conseguir a cura e batalhando muito, onde quando tive estrutura para passar essa situação que estou passando e como uma prova de prevenção de como é importante as pessoas se prevenirem, o quanto é importante antecipado para não ocorrer o que ocorre comigo”, assegura.

Ela lembrou que muitas pessoas estão rezando pela sua cura.  “Quero agradecer o grande número de pessoas que estão rezando por mim. Esses anjos que Deus coloca na terra porque quem tem um diagnóstico como esse tem que estar cercada de pessoas positivas, com boas energias, cercadas de Deus e é isso que Deus está mandando. Ele tem mandado anjos maravilhosos, que vem para me dar força, que estão fazendo correntes de oração e por isso tudo quero agradecer a todos. Estou aqui com Deus no comando, firme, forte e se Deus quiser na hora que ele me permitir estarei de volta para as minhas funções”, pontua.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul