Tatiana Dornelles
Tubarão

As doações para os desabrigados e desalojados com as chuvas no norte de Santa Catarina não param de chegar no ginásio Paulo Jacob May, em Tubarão. Consequentemente, os trabalhos também não cessam e mais voluntários são necessários para agilizar o serviço de triagem (separação de alimentos, roupas e outros produtos). A assistente social Fabiana Sá Pichini aproveitou a folga no trabalho, ontem, e foi para o ginásio ajudar na triagem. “Sinto-me muito realizada. Deixei meus filhos na escola e vim para cá”, conta.

A todo momento, carros param no local para descarregar. Três caminhões repletos de donativos já saíram rumo ao norte do estado. No ginásio, no bairro Humaitá, alimentos são depositados em um lado, roupas e sapatos em outro. Depois, tudo é separado conforme tamanho, se é de verão ou inverno, feminino ou masculino. Dos alimentos, cestas básicas são montadas para serem enviadas às milhares de pessoas de pessoas que ficaram sem nada.
O 9º Grupo Escoteiro Tubarão também está no local ajudando na triagem. Segundo a diretora financeira do grupo, Iracy Machado Emerich, não há palavras para definir o sentimento de poder ajudar quem precisa. “Tubarão já passou por isso e sabe como é a dor de quem perde tudo. Estamos aqui com 15 pessoas, entre escoteiros e lobinhos”, ressalta.

Além das doações, que ainda são bem-vindas, precisa-se de mais voluntários para ajudar no local. De acordo com a advogada Silvana Zardo Francisco, governadora assistente da área 12 do Rotary Club Tubarão Luz, quem quiser auxiliar na triagem basta comparecer no ginásio. “Precisamos de pessoas para agilizar o trabalho. A todo momento, chegam mais doações e precisamos separar tudo rapidamente, uma vez que os caminhões nem sempre podem esperar muito tempo. Enquanto for necessário, estaremos aqui para ajudar, tanto com donativos quanto com o trabalho manual (triagem)”, acrescenta Silvana. Bombeiros e também atuam no local.

Materiais de limpeza, de higiene pessoal e alimentos são itens essenciais para doar

Na verdade, para quem perdeu tudo nas enchentes ocorridas no norte do estado, tudo é necessário: de roupas de verão às de inverno, alimentos, água, materiais de limpeza e de higiene pessoal, calçados. Entre os produtos de higiene pessoal, são necessárias mais doações de sabonetes, escovas de dente, creme dental, rolos de papel higiênico, caixas de cotonetes, xampus, pentes, toalhas de rosto, pacotes de absorventes e fraldas geriátricas.

No que se refere aos produtos de limpeza, ainda são necessários: vassouras, rodos, panos de chão, baldes, sabão em pó, água sanitária e sacos de lixo (50 e 100 litros). “As pessoas estão em um momento em que precisam limpar as suas casas. Por isso, estes materiais são importantes também”, explica a advogada Silvana Zardo Francisco, governadora assistente da área 12 do Rotary Club Tubarão Luz.
Para as crianças e bebês, ainda são essenciais doações como mamadeiras com bicos, fraldas e brinquedos. “A todo momento chegam donativos. É impressionante a solidariedade das pessoas”, considera.

Outros materiais, como velas, fósforos, travesseiros, cobertores, pratos e copos de plástico, talheres, colchões, lonas plásticas e sacos de plástico de três e cinco litros também podem ser doados, assim como roupas. Um caminhão foi cedido pela Magazine Luiza.