Karen Novochadlo
Tubarão
 
Desenvolver outras regiões além do norte do estado é prioridade do governo atual. E uma das maneiras é trazer obras de infraestrutura. No caso do sul catarinense, o Aeroporto Regional, em Jaguaruna, as rodovias Serramar, entre Orleans e Pedras Grandes, Interpraias (de Laguna a Jaguaruna) e a própria BR-101 são fundamentais.
 
O projeto para promover o crescimento a longo prazo prevê a instalação de nove ou dez centro tecnológicos. E tudo indica que Tubarão e Criciúma podem ser contempladas com um cada. 
 
O governador Raimundo Colombo (PSD) fez o anúncio terça-feira. Mesmo assim, o vice-prefeito Pepê Collaço (PSD) é cauteloso. “Ainda estamos em negociação. Estamos tentando marcar uma audiência com o governador”, explica. Os polos fazem parte do projeto Inov@sc, idealizado pela secretaria de desenvolvimento sustentável do estado.
 
O centro impactaria no crescimento daqui a 20 ou 30 anos. E seria menor que o centro tecnológico instalado em Florianópolis, o Sapiens, e também não tão afastado do centro urbano. Especula-se que em Tubarão seja instalado na bairro Campestre. Mas as fontes oficiais não confirmar. 
 
O centro priorizará o desenvolvimento de tecnologias para os setores que a economia do município está voltada. Em Tubarão, por exemplo, pode ser o desenvolvimento de moda. Também estará atrelada à universidade.