Um recorde histórico de demanda acaba de ser registrado no sistema elétrico da Celesc, na tarde da última quarta-feira, dia 12. A quantidade de energia exigida foi de 4.826 MW, valor 1,4% superior ao recorde anterior de 4.760 MW, registrado em 20 de fevereiro de 2017.

As altas temperaturas, aliadas aos sistemas de refrigeração das residências e comércio operando ao mesmo tempo, favorecem essa demanda, conforme explica o gerente da Divisão de Pré-Operação do Sistema Elétrico da Celesc, André Konig. 

“Esse valor pode ser superado na semana que vem ou durante os meses de janeiro e fevereiro de 2019, podendo se aproximar de cinco mil MW, dependendo da temperatura ambiente verificada e do retorno da atividade econômica”, alerta. 

O gerente do Departamento de Comercialização de Energia da Empresa, Gustavo Cavalcante, pondera que bater o recorde de demanda em novembro ou dezembro não é comum para o sistema elétrico catarinense, fato que só costuma ocorrer no primeiro trimestre do ano. 

 “Em um histórico de 12 anos isso só foi registrado duas vezes, mas já estamos trabalhando com um cenário de temperatura mais elevada para o próximo período de verão em relação aos anteriores”, afirma.