Mais de 500 alunos da rede municipal de ensino, cadastrados por seus pais para receber ajuda emergencial de kits de alimentos ainda não receberam a cesta, o motivo é que os responsáveis não as retiraram nas escolas. Isso representa cerca de um quarto (1/4) de um total de aproximadamente 2 mil alunos cadastrados ainda na primeira etapa da ajuda, que ocorreu em abril.

Apesar dos reiterados comunicados aos pais, por meio dos meios disponíveis, como pelo aplicativo WhatsApp, aulas remotas e telefone, os responsáveis demoram para buscar os alimentos. “Como há nestes kits também alimentos perecíveis, a demora dos pais já começa a nos preocupar”, diz a nutricionista do município, Fabíola Konig, envolvidas na seleção e distribuição dos alimentos.

A secretária de Educação, Cultura, Esportes e Turismo de Capivari de Baixo, Yara Faraco Zin, diz que os alimentos são comprados com verba da merenda escolar e que não podem ser canalizados para outros fins, por isso, a pressa em entregá-los sob risco de ver os perecíveis estragados. Já os pais de alunos das creches devem procurar as unidades de ensino para receber os kits na semana que vem.