A Prefeitura de Capivari de Baixo não parou o serviço de castração neste início de ano e segue alcançando ótimos resultados com o trabalho que começou no último semestre. A ação e coordenada pela equipe do Núcleo do Bem-Estar Animal, que atende o público na Central do Cidadão, na rua Tarcísio Vilela, 583, e também pelo telefone (48) 3623-4002. Quase 50 castrações já foram encaminhadas nos últimos 39 dias.

Em 2021, cerca de 350 animais domésticos e de rua passaram pelo procedimento de controle de natalidade imposto pelo poder público. O foco é evitar a proliferação de doenças, como a conhecida toxoplasmose, uma infecção causada por um protozoário encontrado nas fezes de gatos e outros felinos.

O procedimento é gratuito ao dono ou tutor do animal e é executado por uma clinica credenciada que funciona na rua Laguna, bairro Oficinas, em Tubarão. As famílias de rentabilidade de até três salários mínimos e as inscritas no CadÚnico ou no Bolsa-Família podem solicitar.

Para isso, basta apresentar os comprovantes de renda e de residência, CPF, RG, título de eleitor e foto do animal de estimação. Para o prefeito, Dr. Vicente Corrêa Costa, este trabalho resulta em mais segurança na saúde da população, principalmente com a contenção da população de cães e gatos de rua.

Por que castrar seu animal?

A castração prematura reduz consideravelmente o risco de a cadela desenvolver tumores de mama; previne doenças sexualmente transmissíveis e doenças reprodutivas, como cistos ovarianos (em fêmeas), hiperplasia prostática (aumento da próstata em machos); além de excluir completamente a possibilidade de piometra (infecção no útero em fêmeas). A castração também diminui quase que totalmente as chances de tumores perianais, estimulados pela testosterona, e que ficam raros em cães castrados entre 7 e 8 meses de idade; e também evita a procriação e crias indesejadas por donos.

Quais são as doenças consideradas zoonoses?

As mais comuns são: Brucelose, raiva, salmonelose, listeriose, tuberculose, toxoplasmose, leptospirose, sarna, hidatidose, larva migrans cutânea (bicho geográfico), febre amarela, dengue, tifo, malária e doença de Chagas.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Capivari de Baixo