#Pracegover Foto: na imagem há vários caramujos
#Pracegover Foto: na imagem há vários caramujos

Uma campanha nas redes sociais, para alertar sobre os perigos do Caramujo Africano, foi lançada nesta quinta-feira (18), pela prefeitura de Imbituba. Conforme o poder Executivo uma arte digital já circula na internet e, nela, há o pedido para que os moradores recolham os caracóis de forma segura, com o auxílio de luvas ou sacos plásticos.

É preciso que os cidadãos levem os moluscos recolhidos até um dos pontos de coleta, para que seja feito o descarte correto. Manter os terrenos limpos também é importante para evitar a proliferação da espécie.

O  molusco, que é considerado uma praga, pode ser encontrado na maioria dos bairros da cidade. As regiões com a maior incidência do Caramujo Africano são: o centro, o Paes Leme, a Nova Brasília e o bairro Campestre.

O caracol foi introduzido de forma errada no Brasil na década de 1980, como alternativa mais barata ao escargot. Mas, ao contrário da iguaria francesa, o Caramujo Africano não pode ser consumido pelos seres humanos. O muco que é dispensado por ele, pode transmitir vermes que causam doenças infecciosas, como a meningite.

Em Imbituba, os pontos de coleta ficam na Policlínica Central (das 7 às 17 horas), na Vigilância Sanitária (das 08 às 17 horas), bem como, nas Estratégias de Saúde da Família dos bairros, Paes Leme, Campo da Aviação, Vila Alvorada, Vila Nova Alvorada, Campestre e Nova Brasília (dentro do horário de funcionamento das Unidades Básicas de Saúde).

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul